DENÚNCIA: Desvalorização da série e não lançamento de mídias

O Hi-5 tem se desvalorizado bastante no Brasil desde 2012 depois que a Asiasons (atual Tremendous) comprou a série por US$ 25 milhões (na cotação de 16/01/2016, cerca de R$ 100 milhões), o que fez com que o Discovery Kids causasse a decadência brasileira da série. Talvez a desvalorização tenha começado já com a primeira troca de versões (em novembro de 2009, a versão americana foi trocada pela T11 AUS), pois, antes, a série rendia bons investimentos comerciais (licenciando e lançando itens de festa, DVDs e etc.). Junto com isso, ocorreram várias alterações e cortes de horários de exibição da série. A LogOn, que lançava os DVDs da série entre 2008 e 2011, de todos os DVDs da série, 10 eram da versão americana (dos quais apenas um era da sua segunda temporada) e 8 da versão australiana (todos da sua 11ª temporada). Por algum motivo, e antes mesmo da venda da Asiasons, ela não lançou mais DVDs, nem mesmo os da temporada 12 (que já estava em exibição na época da cessão), 13, Casa do Hi-5 e Festa Hi-5. Um motivo para isso seria a decadência no mercado de DVDs no mundo todo, não só no Brasil, causada pelos serviços de streaming online, como o Netflix, que também tem o seu (des)caso com o Hi-5 aqui no Brasil, de que será tratado a seguir. O Hi-5 já tem algum acervo no Netflix brasileiro, mas esse acervo é bem mais limitado que os próprios DVDs, apenas 15 episódios da 1ª temporada americana e um compacto de 70 minutos extraído de um dos DVDs australianos estão disponíveis. Desde então, a Netflix do Brasil nunca mais disponibilizou todo o acervo. Só restam agora o YouTube e a pirataria (às vezes, de gravações do programa em receptores - algo oferecido em vários planos HD de algumas operadoras de TV paga) - provavelmente seja esse o motivo do não lançamento do acervo completo. Para se ter uma ideia, dos 255 episódios já exibidos no Brasil, apenas 16 foram disponibilizados (ou seja, apenas 6,3% do acervo lusófono da série).